21.1.14

Alfintes/Pregadeiras


Servem para usar nas golas dos casacos ou mesmo num cachecol, bem como para apertar um casaco de malha que não tenha botões.

Indisponíveis!


























20.1.14

Finalmente pronto



Para mim!






Para a minha sobrinha!


Já perdi a contas de quantos bibes fiz iguais a este!
Este modelo foi tirado por um que comprei na Pré Natal, um modelo simples de fazer e pratico para a própria criança vestir.
A Bá fez anos no passado dia 3 e só agora é que foi possível fazer a prenda dela


Espero que estes lhe sirvam por algum tempo!









13.1.14

Mãe, quero uma gola!


Os primeiros trabalhos do ano!

Andou 3 dias a mendigar uma gola, mas havia sempre muito trabalho de gata borralheira para fazer, depois foi a questão de não haver lojas da especialidade abertas para poder comprar as lãs, por isso, assim que houve uma oportunidade, comprei a lã cinzenta, que foi num hipermercado.
A lã é 100% de composição acrílica para não haver queixumes de ser áspera ou de picar!
A seguir foi escolher o ponto, não queria repetir pontos, pois como vão perceber acabei por fazer duas. Abri um livro que tenho há anos, e revolvi fazer um ponto ajourado. Ora confesso fiz a gola cinzenta em duas horas, mas ao fim de algumas tentativas e de uns dias, porque, o ponto descrito não coincide com a figura, daí a minha demora em aceitar que o que está escrito é diferente do que está na figura como vocês podem verificar.
Entretanto logo na outra noite fiz a outra, num ponto de barras de meia e liga alternadamente.

Ah! Confesso outra coisa! que desde o dia 1 de Janeiro, ou seja há 13 dias a moça têm andado sempre com as golas, alternadamente. 
















6.1.14

Momentos raros e momentos felizes!


Raramente me dói a cervical, tenho sempre mais dores lombares, mas ultimamente as dores têm sido muitas na cervical! Tenho tido algumas crises.
Não sei se se deve ao esforço do trabalho (má posição a costurar e a tricotar) ou se é da idade, sim porque os quase 50 já começam a pesar!

Mas um dia destes uma colega de trabalho, do qual gosto muito, por ser uma colega muito afável, de uma educação extrema e uma pessoa que transmite muita tranquilidade, é destas pessoas que eu gosto! Veio ao meu encontro e deu um saquinho de sementes térmico!

Ora fiquei estarrecida! foi um momento muito feliz! 
É um saco feito com tecido de capulanas, ela nasceu em Moçambique e sabe que também gosto muito de capulanas, aliás em tempos já me deu alguns restinhos, que ainda não sei muito bem se vou usá-los para os meus trabalhos, ou se vão ser para uso próprio, por gostar tanto deles! 
Para quem não sabe, capulanas é o nome que se dá, em Moçambique, a um pano que, tradicionalmente, é usado pelas mulheres para cingir o corpo, fazendo as vezes de saia, podendo ainda cobrir o tronco e a cabeça. A riqueza de cores e motivos constitui-se numa característica da riqueza cultural do país.

Para o efeito li as instruções que delicadamente acompanhava o saco e é o que tenho usado para aliviar as dores. Minhas amigas o sucesso foi excelente, eu que habitualmente sou fã dos analgésicos/anti-inflamatórios!


Obrigada P C beijos e tudo de bom! 








Os últimos trabalhos de 2013!


Antes do Natal ainda houve tempo para fazer um casaco para mim, um modelo de casaco tipo bolero, copiado por um dos modelos da Zara! que orgulhosamente vesti no dia 21 de dezembro pelo aniversário dos 50 anos do meu marido!

Um cachecol para oferecer a uma amiga e, ainda um colar tipo vintage, com pérolas, cristais de vidro e correntes dourado velho, para oferecer à minha mãe.